Escravidão Sentimental....



Como somos seres contraditórios não é ?....
Dizemos que amamos, mas as vezes não amamos nem nos mesmos...
Somos seres contraditórios, em ações, palavras e escritas...
Não duvido que até o fim dessa postagem eu mesmo não vá me contradizer em alguns momentos...
Mas estive pensando o que você será que leva o ser humano a se prender a outro?
Será mesmo necessário para nós estarmos em constante prisão a atração amor, sexo ou seja lá o que quiser chamar visto ou projetado num outro alguém ?
Quantas vezes não terminamos um relacionamento e nos prendemos a ideia que ainda existe algum algo... é simplesmente mania do ser humanos guardar para sim uma sobra de sentimentos... É uma forma de se defender do vazio sentimental.
Mas será que compensa terminar por exemplo um namoro de messes e arrastar aquilo por anos, parece ridículo, mas há com quem aconteça....
A questão é apenas uma, por que não pararmos de ficar dizendo que uma pessoa foi especial e diferente para olharmos e vermos que nós somos nossa diferença!
Bem se prender a alguém ou trocar por um outro imediato que aparece, parecem duas atitudes fúteis, e irracionais com relação a nós mesmo...
Então finalizo apenas perguntando:
Será que é mesmo preciso se achar apaixonado para viver ? Não seria possível viver amando a si mesmo e aberto a novas possibilidades, sempre vai existir uma pessoa ao seu lado com coisas positivas, para lhe dizer e ensinar, mesmo que pareça lição de moral ou historia de contos de fada, isso pode ser real, cabe a você libertar-se de sua própria escravidão sentimental...

Célio D'Ávila

6 comentários:

Anderson J. Silva disse...

A contradição faz parte do ser humano, somos frágeis e indecisos.

Gostei de seus texto, estou seguindo e retribuindo a visita no Erros e Acertos.

abraço

Dani disse...

Adorei o texto, me fez ficar pensativa.


http://expectativasreais.blogspot.com.br/

Anônimo disse...

Célio tem td a ver comigo né!Gostei da parte em que vc fala das coisas positivas *_*
Marianny

Abraão Braga disse...

Bacana,gostei !

Eliosvaldo Nunes Junior disse...

Célio, vc me conhece?rs cara, esse texto é EXATAMENTE minha vida sentimental. Namorei dois anos e fiquei um ano preso acreditando que ainda existia amor e mais um ano tentando seguir em frente e na semana passada depois de 4 anos e alguns meses acreditamos que foi colocado um ponto final.
Nós seres humanos precisamos aprender a viver livre das prisões que esse mundo nos impõe .
gostei de mais do seu texto e não só por ter me colocado pra refletir.

visita aê meu blog

http://cenaplanosequencia.blogspot.com.br/2012/09/delirio-carta-aberta-francois-bien-aime_16.html

Victor Lourenço disse...

Belíssimo texto que nos faz refletir sobre a vida.